Seu browser não suporta javascript

Crédito emergencial

Prorrogação de vencimento de contratos em atenção à pandemia de coronavírus

Com o objetivo de contribuir para amenizar os efeitos econômicos negativos causados pela pandemia do novo coronavírus, o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) anuncia que os clientes do Banco poderão solicitar o reparcelamento de operações de crédito para até 180 dias.

Tantos clientes pessoa física (PF) quanto clientes pessoa jurídica (PJ), que estejam com seus contratos em dia, poderão contar com o suporte de prorrogação do pagamento. É importante ressaltar que a condição não é válida para o produto Crédito Consignado.

Bandes e Banestes disponibilizam linha de crédito para empresas afetadas economicamente

Com o objetivo de reduzir os impactos econômicos da pandemia da Covid-19 para as empresas capixabas, o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), em conjunto com o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), disponibilizarão uma linha de crédito emergencial para empresas, de todos os portes, afetadas economicamente pelo novo coronavírus.

A linha de Crédito Emergencial Bandes/Banestes é direcionada às empresas de segmentos que sofreram perdas em decorrência da pandemia do Covid-19. Com taxas a partir de CDI + 0,32% ao mês, o valor do financiamento varia conforme a capacidade de contratação da empresa. O prazo máximo de parcela é de 48 meses, com carência de até 6 meses.

Nova linha de Microcrédito Emergencial em atenção à pandemia do novo coronavírus

O Banestes lançou uma linha de crédito especial em apoio às empresas que já sofreram ou sofrerão impactos em suas atividades: o Microcrédito Emergencial, operado pelo Programa Nossocrédito. A nova linha de crédito estará em vigor para contratação, a partir da próxima segunda-feira (23), com taxas a partir de 0,65% ao mês.

Para o produto, também estará em vigor a carência de até seis meses para o pagamento da primeira parcela, a partir da data de contratação. O prazo máximo para parcelamento é de 36 meses. Os contratos poderão variar de R$ 200 a R$ 20 mil.